NUPI é o melhor caminho para expansão imobiliária em Ribeirão Pires

Após formalização do núcleo e posse da diretoria, empresas da construção civil dão passo importante para fortalecer o setor e incentivar o desenvolvimento urbano

Desenvolvimento econômico. Expansão imobiliária. Ampliação de oportunidades de emprego e renda. Essas são algumas das metas estabelecidas por um grupo de empresários de Ribeirão Pires que se reuniram na noite desta quinta-feira (19/07), na Aciarp (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires), no centro da cidade.

O motivo do encontro foi para formalizar a existência do NUPI (Núcleo da Produção Imobiliária) de Ribeirão Pires, um organismo que pretende impulsionar o setor da construção civil no município de forma sustentável, sem esbarrar nas leis ambientais que protegem áreas de manancial na Estância, mas incentivando o cumprimento dessas leis de forma a preservar a qualidade de vida na cidade. Durante o encontro, também foram empossados os membros que formarão a primeira diretoria do núcleo.

“O NUPI é formado por empreendedores de diversos segmentos, desde construtoras e imobiliárias até fabricantes de materiais para construção e pequenos negócios. Temos um time com grande conhecimento técnico para auxiliar investidores a construir na cidade, orientar sobre a legislação vigente e incentivar o crescimento de Ribeirão Pires”, destacou Fábio Rossi, proprietário da Interobra e presidente do núcleo. Para ele, “uma cidade que tem a construção civil pulsando se desenvolve e evolui. ”

A cerimônia de posse da diretoria também contou com a presença de vários profissionais da construção civil, além de engenheiros e representantes da Aciarp. Eliete Vieira, diretora da associação e uma das conselheiras do núcleo, ressaltou que o NUPI é uma exclusividade de Ribeirão. “Não existe um grupo semelhante, que reúna toda a cadeia produtiva dessa forma. Toda vez que a gente quiser fazer uma mudança local, precisamos inverter algumas lógicas, como estamos fazendo hoje aqui. É necessária uma nova lei de uso do solo e temos de viabilizar um diagnóstico para o zoneamento da cidade”, afirmou.

Para os próximos passos, os componentes do núcleo pretendem estimular o debate sobre a instalação de empresas e condomínios residenciais, apresentar à opinião pública os benefícios que esse desenvolvimento urbano pode gerar e pressionar os órgãos municipais para facilitar a chegada de novos empreendimentos. “Vamos disseminar a informação e tirar essa ideia de que em Ribeirão Pires nada pode ser construído. Outro desafio será atrair bons empreendedores e integrar as empresas envolvidas nesse processo, porque estamos lutando pela mesma causa, que é o crescimento da cidade e a geração de novos negócios”, reforçou Jéssica Rodriguez, sócia da Alligare Empreendimentos Imobiliários e Consultoria Empresarial e vice-presidente do NUPI.

“A cidade precisa crescer de forma estruturada. Há um descuido dos órgãos oficiais de adequar loteamentos e áreas. Deve haver uma preocupação com infraestrutura e saneamento básico, por exemplo. O trabalho do NUPI será incentivar a Prefeitura a tomar iniciativas e permitir um crescimento controlado, tomando todos os cuidados com a preservação ambiental”, explicou Eduardo Braga, da BPC Empreendimentos Imobiliários e secretário do NUPI.

Para fazer parte desse grupo e contribuir com o debate, empresários podem entrar em contato com a Aciarp, pelo telefone 2595-0200, ou pelo site www.aciarp.com.br. A associação fica na Rua Afonso Zampol, 70, Centro de Ribeirão Pires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *